quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Pequena história da Matchbox

Aproveitando que os posts sobre Hot Wheels foram tão bem recebidos, escrevi também uma pequena história dos Matchbox, que foi traduzida da Wikipedia.
Os Matchbox foram muito marcantes na minha infância e com certeza na de muitos que passam aqui pelo blog.





Em 19 de Junho de 1947, dois amigos de escola, Leslie e Rodney Smith (que não eram parentes) se associaram e fundaram a Lesney Products, fabricante da famosa linha de miniaturas Matchbox.
Mal sabiam eles que o nome Matchbox iria se tornar o termo genérico para designar qualquer miniatura de carro ou caminhão, de qualquer marca ou escala.
O nome Lesney é a soma dos nomes dos fundadores, Leslie e Rodney, que se uniram depois a John W. Odell ("Jack"), que trabalhava na Diecast and Machine Tools em Londres.
A ideia de utilizar uma caixa semelhante à de fósforos não era novidade, pois no começo do século já brinquedos alemães já vinham embalados assim.

Em 1953, Lesney Products patenteou a marca "Matchbox" sob a qual distribuiria seus produtos, através da Moko Company (Moses Kohnstam's Company - daí "Moko"), uma empresa especializada na comercialização de pequenos fabricantes de brinquedos.
Data deste ano a primeira série 1-75, após o sucesso da miniatura da Carruagem da Coroação da Rainha Elizabeth.
Em 1959 Lesney encerrou o acordo com a Moko, adquirindo a outra metade das ações da marca Matchbox para buscar oportunidades no mercado asiático.
O sucessor de Moses Kohnstam, Richard, criou então a Riko, semelhante em escala aos Matchbox.
Em 1964 formou-se a subsidiária americana, Lesney Products U.S.A., e em 1970 seu nome mudou para Lesney Products Corporation como resultado da expansão para o Canadá e Austrália.
Em dificuldades financeiras, a empresa faliu em 1982 e nasceu a "Matchbox Toys", que no mesmo ano foi vendida à to Universal International, uma holding de Hong Kong. Tornou-se Matchbox International, Ltd., subsidiária de Tyco Toys, Inc.
Os carrinhos e caminhões foram lançados em várias séries além da 1-75 original: King Size, Major Pack, e Models of Yesteryear.
Em 1969, adotando a roda de baixa fricção com barra de torção usada nos Hot Wheels da Mattel, a série 1-75 mudou seu nome para "Superfast".
O mesmo ocorreu com a série King Size, que mudou para "Super Kings". Com o tempo, outros produtos vieram, como Convoy, SuperKings e Sky Busters.A série 1-75 começou com rodas de ferro montadas em eixos rebitados, depois rodas em plástico rígido cinza, prata ou preto.

Variações incluem rodas em aro de metal ou plástico amarelo, vermelho ou mesmo verde com pneu também em plástico.
Na série Superfast, rodas montadas em finas barras de torção possuíam calota cromada com detalhe em preto.
Os modelos Matchbox não obedecem a uma escala padrão.
Carros e caminhões eram produzidos num tamanho que coubesse dentro da caixa, essa sim padronizada.
Os mais antigos eram de escala menor e foram aumentando com o tempo.

8 comentários:

Luís Augusto disse...

Até onde eu sei, os Matchbox "autênticos" são os anteriores a 82, certo?

Gustavo disse...

É o que dizem, porque foi quando a empresa faliu e depois foi incorporada pela TYCO.
Eu particularmente ainda gosto dos modelos atuais.

Ron Groo disse...

Os atuais são bem bonitos, pessoalmente tenho dois packs, um apenas com veiculos dos anos 50, muito bonitos e um com alguns mais recentes. Entre eles um Fusca com teto solar e uma Kombi amarela.
Eu gosto tanto quanto dos HW.

Conde disse...

Atualmente tenho pensado muito nos mais de 100 modelos que tinha qdo era pequeno . Não era coleção . Era pra brincar mesmo . Tardes inteiras . Cheguei a guardá-los até a adolecência , mas a gente faz muita bobagem qdo é mais jovem , paciência . Ainda prefiro os Matchbox aos HW , e os antigos são os melhores , mesmo sem respeitar a escala . Me lembro que a gente achava estranho um caminhão ter o mesmo tamanho de uma Jaguar . Hoje tenho só Ferraris . Não importa a escala , modelo , fabricante ...mas Ferraris . Abraço

Mauricio Morais disse...

Conde vc se desfez de sua coleção de matchbox e eu de minha coleção de 4 rodas.Tinha do nº 6 em diante até final dos anos 70. Vendí tudo, só fiquei com as primeiras que ainda guardo comigo.

Gustavo, esses carrinhos marcaram minha infância.

Conde disse...

Maurício : Meu pai tb colecionava desde o nº 1 . Lembro de pegar uma ao acaso para ler de ponta a ponta.
Vendi em 77 como coleção , virou rodas , pneus , som e teto webasto numa Brasília do ano, verde metálica .Mas hoje não venderia nunca .Nem a Brasília (rs) Fiquei com a coleção de Seleções que estão encadernadas de 1942 a 1964 , que não vendo , não dou e não empresto . O cartaz do Blue Cloud ficou muito bacana . Um abraço , artista .

Mauricio Morais disse...

Valeu e obrigado, Conde.

Gisele Raposo disse...

Oi Maurício...
Dias atrás lia uma matéria sobre marcas antigas e a Matchbox era citada; em meus poucos 27 anos achei engraçado saber que ainda hoje é um brinquedo que diverte as crianças (e os adultos tbem!), parecendo ser tão atual.
Claro que ao ler sua matéria sobre o Matchbox, rolei blog abaixo procurando sobre o Hot Wheels também, né? E eu não me desfaria do modelo especial da feira não!!!! ;-)
Abraços
Gisele Raposo - Café com F1
www.cafecomf1.com